quinta-feira, 24 de abril de 2014

Jardins em cobertura - Telhados Verdes I

A existência de zonas verdes em cobertura remonta muito antes à edificação de estruturas verticais com topos estéreis, sujeitos a grandes variações de temperatura e avessos à presença de água. Com a presença de telhados horizontais nestes edifícios, o conceito de revestir o topo de uma edificação, criando um espaço que suporte vida, foi retomando cada vez mais a sua presença na civilização actual.



As coberturas verdes desempenham diversas funções, apresentando variadas vantagens cada vez mais apelativas à sua instalação. Entre as muitas vantagens que as caracterizam, destacamos as seguintes:

  • Valorização imobiliária do edifício - criação e uso prático de espaço em meio urbano;
  • Conversão de um telhado num espaço verde de carácter público ou privado;
  • Criação de zonas de lazer, de recreio activo ou passivo;
  • Criação de zonas de contemplação estética e de abrigo à biodiversidade;
  • Nova geração de espaços verdes em meio urbano (Continuum Naturale);
  • Espaço de eficiência energética - isolamento térmico e sonoro do edifício + amenização da retenção de calor pela presença de massa verde e terra vegetal);
  • Conforto bioclimático + protecção da cobertura + enquadramento do conjunto arquitectónico;
  • Absorção de gases poluentes e filtração de partículas tóxicas;
  • Melhor aproveitamento das águas pluviais - abastecimento dos depósitos para rega.
A necessidade de valorização e de criação de espaços verdes utilizando as coberturas dos edifícios, num contexto urbano onde este é raro, foi actualizada quer pelas técnicas utilizadas, quer mesmo pelo uso que lhes é atribuído. Presentemente é possível instalar zonas verdes em edifícios, até mesmo em coberturas com determinada inclinação.

Por todo o país é possível observar estas estruturas, no entanto, consoante a função e carga de uso destinados, a designação de cobertura verde difere. 

Consoante o tipo de coberturas apresentadas, o uso de plantas encontra-se condicionado devido à profundidade da camada de substrato disponível. Tendo em conta os requisitos básicos para a construção de uma cobertura verde, a estrutura deve sempre garantir a impermeabilização da laje a drenagem das águas pluviais, a necessidade de acesso para manutenção e a rega se for o caso.

Sem comentários:

Publicar um comentário